id="script-pht-phone" data-cookiedays="5"> Teste Respiratório de Intolerância Alimentar | Matsumoto (61) 3487 1029
Há 10 anos cuidando da sua saúde
logo matsumoto
(61) 3487-1029

Sobradinho

(61) 3631-1029

Formosa

(61) 3487-1029

Sobradinho

(61) 3631-1029

Formosa

Teste Respiratório de Intolerância Alimentar

             
                      *Este exame pode ser encontrado somente na unidade Sobradinho - DF*
 

Você sofre com dores de cabeça, inchaço ou dores de estômago? Você sabia que esses podem ser sintomas de alergias ou intolerâncias alimentares? O Centro Médico Matsumoto vem inovar com o teste respiratório de intolerância alimentar, que chegou para substituir os exames tradicionais, que envolvem a repetida extração de sangue, e acabam por dificultar o exame principalmente em crianças.

O que é o teste respiratório de intolerância alimentar?

Também chamado de Teste Respiratório de Hidrogênio Expirado, trata-se de um método de avaliação para diagnosticar quadros de má absorção alimentar que apresentam sintomas como eructação, distenção e dor abdominal, flatulência, constipação, diarréia e borborigmo intestinal.

Para que o teste respiratório de intolerância alimentar é indicado?

Este teste foi desenvolvido para ajudar a solucionar diagnósticos de distúrbios e intolerâncias alimentares como:

1- Intolerância à lactose;

2- Intolerância à frutose;

3- Pesquisa de supercrescimento bacteriano intestinal delgado por Lactulose ou Glicose;

4- Intolerância à frutanos;

5- Avaliação dos estados de má absorção;

6- Intolerância à xilose;

7- Estudo de tempo de trânsito orocecal.

Quais são os princípios biológicos deste teste?

Este teste é fundamentado no fato de que o carboidrato não digerido passa ao intestino grosso onde a ação bacteriana causa o desprendimento de hidrogênio que é absorvido pelas paredes do intestino e dissolvido na corrente sanguínea. O gás que é dissolvido é lançado nos pulmões através das veias capilares que circundam os alvéolos e então é expirado.

Os carboidratos são absorvidos por enzimas no intestino delgado, e com a baixa quantidade ou com a ausência dessas enzimas, os carboidratos chegam ao cólon e são digeridos por bactérias, fazendo a fermentação bacteriana. Deste processo se resultam água, ácidos e gases, dentre eles o Hidrogênio (H2) e o Metano (CH4), que somente as bactérias conseguem produzir no corpo humano.

O teste respiratório de hidrogênio é responsável justamente pela medição da concentração de Hidrogênio (H2) no ar expirado, permitindo assim a avaliação da má absorção do carboidrato e a superpopulação bacteriana.

Os carboidratos detectáveis nesse teste em pacientes de todas as idades (inclusive bebês) são:

* Lactose;

* Frutose;

* Sacarose;

* Glicose;

* Sorbitol;

* Lactulose;

* Xilose.

Como realizar o teste respiratório de intolerância alimentar?

O teste é um procedimento não invasivo e de simples realização. Faz-se necessário que o paciente faça uma dieta antifermentativa na véspera e jejum de 8 horas, além de deixar de fumar 1 hora antes da realização do teste.

O exame tem início com um enxague bucal, que é seguido pela medição da concentração basal de Hidrogênio por parte do médico, isto feito, o paciente ingere o carboidrato que será estudado. Coletas regulares de ar são feitas para que sejam analisadas por um programa de computador e podem levar até 180 minutos.

Ao terminar este tempo, o paciente recebe o diagnóstico pronto.

Simples, fácil e indolor, o teste respiratório de intolerância alimentar (ou teste respiratório de hidrogênio expirado) foi desenvolvido para facilitar de forma avançada a solução para o diagnóstico dos distúrbios e intolerâncias alimentares.