Início / Autismo: desafios e possibilidades
Caracterizado por dificuldades em comunicação e linguagem, interação social e padrão comportamental, o transtorno é reconhecido como um espectro, abrangendo uma série de sintomas e níveis de suporte, além de diversas comorbidades associadas.

O autismo é um distúrbio do neurodesenvolvimento que impacta a vida de milhões de pessoas em todo o mundo. Caracterizado por dificuldades em comunicação e linguagem, interação social e padrão comportamental, o transtorno é reconhecido como um espectro, abrangendo uma série de sintomas e níveis de suporte.

São sintomas do autismo: TDAH, TOC, depressão, ansiedade, epilepsia, distúrbios do sono, dificuldades de fala, síndromes genéticas, distúrbios gastrointestinais, deficiência intelectual, dificuldades de coordenação motora, entre outros.

Dia 2 de Abril é considerado o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, ou simplesmente Dia Mundial do Autismo. Esta data serve para auxiliar a percepção da população mundial sobre o autismo, que aflige cerca de 70 milhões de pessoas ao redor do mundo.

Existem vários níveis dentro do espectro autista, e dentro dessas variações podem ser encontrados casos com sérios comprometimentos do cérebro, mas também há casos raros em que a pessoa apresenta diversas habilidades mentais, como a Síndrome de Asperger (tipo leve de autismo), que foi atribuído inclusive a gênios como Leonardo Da Vinci, Michelangelo, Mozart e Einstein.

Segundo dados do CDC (Center of Deseases Control and Prevention), órgão ligado ao governo dos Estados Unidos, existe hoje um caso de autismo a cada 110 pessoas. Dessa forma, estima-se que o Brasil, com mais de 200 milhões de habitantes, possua cerca de 2 milhões de autistas. Para cada 1 menina com TEA, há 4 meninos autistas.

Apesar dos dados estarem cada vez mais completos, os pesquisadores, médicos e entidades ligadas ao tratamento e inserção dos autistas na sociedade, não sabem ao certo se o número de pessoas com o transtorno realmente está aumentando ou se apenas o número de diagnósticos está crescendo.

A maioria dos pesquisadores acredita na segunda afirmação, de que cada vez mais acontece o acesso ao diagnóstico por parte dos pacientes, somado à qualidade da informação por parte dos profissionais da saúde, aumentando assim o número de diagnósticos.

É preciso ressaltar que o autismo é único para cada pessoa, tendo diversos níveis diferentes, incluindo pessoas que apresentam o transtorno, mas não possuem nenhum tipo de atraso mental.

Com o aumento do número de diagnósticos, tem-se objetivamente uma crescente no número de adultos autistas.

É esperado que o acesso ao tratamento se intensifique para que esses adultos tenham uma melhor qualidade de vida. Mas, mesmo que isso ocorra, ainda há a necessidade de pensar em mais intervenções voltadas a todas as idades e de modos de adaptações da sociedade como um todo para ocorrer uma melhor inserção da pessoa com TEA.

Vamos juntos promover a compreensão, aceitação e inclusão para tornar o mundo um lugar mais acolhedor para todas as pessoas, independentemente de suas diferenças. 💙🧩

 

Compartilhe

Sobradinho

(61) 34871029

Formosa

(61) 36311029

Mande seu pedido por e-mail

Sobradinho

(61) 34871029

Formosa

(61) 36311029

Mande seu pedido por e-mail